Você sabe o que faz um Terapeuta Ocupacional?

Data de publicação: 18/01/2019 16:54:00
Categoria: Calendário da Saúde

No dia 19 de janeiro é celebrado o Dia Mundial do Terapeuta Ocupacional. Você conhece o trabalho desse profissional? Ele é responsável por cuidados multidisciplinares, que podem melhorar a qualidade de vida de pessoas que enfrentam desafios de ordem cognitiva, afetiva, perceptiva e psicomotora, por meio das atividades laborais.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) define a terapia ocupacional como “a ciência que estuda a atividade humana e a utiliza como recurso terapêutico para prevenir e tratar dificuldades físicas e/ou psicossociais que interfiram no desenvolvimento e na independência em relação às atividades de vida diária, trabalho e lazer”.

Essa definição se baseia no princípio de que as atividades podem restaurar, fortalecer e desenvolver a capacidade do assistido, além de facilitar a aprendizagem de habilidades e funções essenciais para a adaptação e produtividade, e também pode diminuir o impacto das doenças, proporcionar mais qualidade de vida e manter a boa saúde.

A terapia ocupacional é bastante abrangente. O profissional que atua nessa área tem formação na área da Saúde e também nas Ciências Sociais, e é responsável não só pelo cuidado com doenças, mas também pela prevenção delas e pela promoção da saúde.

As atividades desenvolvidas por esse profissional são específicas para as necessidades dos pacientes, buscando envolvê-lo em trabalhos que possam melhorar sua qualidade de vida e até mesmo seu desempenho na sociedade, afinal o terapeuta ocupacional busca auxiliar seus pacientes a melhorar seu estado psicológico, sua interação social, progredir no sentido laborativo e no lazer.

A terapia ocupacional surgiu na Europa, diante da necessidade de cuidado e da recuperação de pessoas com distúrbios mentais. Nas instituições que abrigavam esses pacientes, o terapeuta investia no trabalho como forma de terapia. A abordagem era bastante diferente e rígida à época.

Anos depois, nos Estados Unidos após a guerra, a atividade voltou-se para o cuidado com os combatentes feridos em conflito. E é essa assistência às pessoas com problemas de origem motora, sejam eles neurológicos ou ortopédicos, que fundamentaram o início das atividades desse profissional no Brasil.

Estabelecida no país desde 1969, a terapia ocupacional vai além do tratamento físico e busca auxiliar na inclusão dos pacientes com dificuldades motoras e psicossociais no âmbito social. São diversas as áreas de atuação desse profissional, que pode atuar em diferentes locais, sendo úteis aos ambientes hospitalares, assim como empresas, escolas e até mesmo no sistema prisional.

Fontes

Tradutora e redatora: Daniela Souza
Revisora: Paula Ávila
Designer: Raphael Alpoim
Diretor técnico: Geraldo Majella

  • Gostou? Compartilhe: