Câncer de próstata: quais os riscos e como se prevenir?

Data de publicação: 17/11/2018 17:15:00
Categoria: Calendário da Saúde
17 de novembro - Dia Mundial de combate ao Câncer de Próstata
Depois do outubro rosa vem o novembro azul, mês que celebra a importância da saúde do homem, especialmente no dia 17, conhecido como o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata. Essa enfermidade teve 68.220 novos casos diagnósticos neste ano, de acordo com estimativa do Instituto Nacional do Câncer (INCA). No Brasil, esse é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens.

A próstata, que é uma glândula do tamanho de uma noz, participa da produção do líquido que forma o esperma, que protege e nutre os espermatozoides – o gameta masculino. Ela fica localizada à frente do reto e abaixo da bexiga.

A idade é um dos principais fatores de risco para o câncer de próstata, já que sua incidência e sua mortalidade são maiores entre homens acima dos 50 anos. Além disso, os fatores hereditários e a obesidade também contribuem para a ocorrência do câncer de próstata.

Alguns sintomas do câncer de próstata são: a dificuldade de urinar, a diminuição do jato de urina, a presença de sangue na urina e a necessidade de urinar com frequência anormal, durante a noite ou durante o dia.

A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) recomenda exames de avaliação em homens a partir dos 50 anos de idade. No caso dos homens negros - que têm mais chances de desenvolver a doença – e também aqueles que têm parentes de primeiro grau diagnosticados com a doença, o controle deve começar aos 45 anos. O rastreamento do câncer de próstata deve ser realizado após ampla discussão de riscos e potenciais benefícios, de acordo com indicação da SBU.

Para realizar o diagnóstico, um médico avalia tamanho, forma e textura da próstata, por meio do exame de toque retal. Apesar do preconceito envolvendo o exame, ele é necessário para diagnóstico da doença, que pode levar a óbito. Ainda, para confirmar a presença do câncer, é realizado um exame de sangue e uma biópsia - que só é indicada caso haja alguma alteração nos dois primeiros exames.

Além disso, a prevenção do câncer de próstata está relacionada ao estilo de vida, à boa alimentação, à prática de atividades físicas e à atenção à saúde. Não realizar o exame de toque por preconceito pode atrasar a descoberta do câncer e comprometer o tratamento. Parar de fumar e reduzir o consumo de álcool também reduz os riscos de desenvolvimento da doença.

Fontes

Tradutora e redatora: Daniela Souza
Revisora: Paula Ávila
Designer: Raphael Alpoim
Diretor Técnico: Geraldo Majella

  • Gostou? Compartilhe: